26 de agosto de 2013

LUTO! Mais um indígena assassinado na Reserva Apucaraninha - Tribuna da Massas

video

Por Tereza Amaral com Luciano Silva

Mais uma vez o chão brasileiro é manchado com o sangue indígena. O jovem Abílio Pereira, aproximadamente 20 anos, foi assassinado na reserva Apucaraninha.
O crime ainda está sendo investigado pela polícia civil do Paraná que, juntamente com a Polícia Militar, foi acionada por volta das 13h30m desta segunda-feira.
 E até o momento só se sabe que o corpo bastante machucado foi encontrado por indígenas.
O que está acontecendo no Brasil? E se fosse o filho de um político será que se sabia tão pouco... O fato é que os povos originários estão tombando.
 Em maio deste ano, em Sidrolândia, distando cerca de 70 Km de Campo Grande, o Terena Oziel Gabriel, 35 anos, foi executado por policiais federais numa desastrosa desocupação de área da Fazenda Buriti.
Em novembro do ano passado,  mais especificamente há nove meses, Adenilson Kirixi Munduruku também numa operação desastrosa da Polícia Federal, denominada 'Eldorado', foi assassinado na Terra Indígena Kaiabi, no Pará, por um delegado da Polícia Federal.
O adolescente Guarani-Kaiowá  Denilson Barbosa, 15 anos, foi assassinado em fevereiro deste ano com um tiro de espingarda pelo fazendeiro Orlandino Gonçalves Carneiro. Apesar de ter confessado o crime se encontra em liberdade.
Isso sem falar na lista de lideranças 'Marcadas para Morrer', como o cacique Ládio Veron e sua irmã Valdelive Veron, além da violência contra os povos Tupinambá, cujas casas foram incendiadas pela população segregadora de Buerarema, no Sul da Bahia, dias após a chegada da Força Nacional no local.
A pergunta que não silencia como o jovem Abílio Pereira -  da 'Faixa de Gaza Indígena' Kaingang é: Quando o governo Dilma Rousseff vai salvar o que nos resta do belo mosaico indígena brasileiro?

Nenhum comentário:

Postar um comentário